Download Image:
Futsal do Corinthians vence jogo de Futebol de Rua
Download Image:
Futsal do Corinthians vence jogo de Futebol de Rua
Download Image:
Futsal do Corinthians vence jogo de Futebol de Rua
Download Image:
Futsal do Corinthians vence jogo de Futebol de Rua
Download Image:
Futsal do Corinthians vence jogo de Futebol de Rua
Download Image:
Futsal do Corinthians vence jogo de Futebol de Rua
Download Image:
Futsal do Corinthians vence jogo de Futebol de Rua
Download Image:
Futsal do Corinthians vence jogo de Futebol de Rua
Download Image:
Futsal do Corinthians vence jogo de Futebol de Rua
Download Image:
Futsal do Corinthians vence jogo de Futebol de Rua
Download Image:
Futsal do Corinthians vence jogo de Futebol de Rua
Download Image:
Futsal do Corinthians vence jogo de Futebol de Rua
Download Image:
Futsal do Corinthians vence jogo de Futebol de Rua
Download Image:
Futsal do Corinthians vence jogo de Futebol de Rua
Download Image:
Futsal do Corinthians vence jogo de Futebol de Rua
Download Image:
Futsal do Corinthians vence jogo de Futebol de Rua
April 23, 2015

Futsal do Corinthians vence jogo de Futebol de Rua

O time de futsal do Corinthians suou a camisa para vencer por 6 a 4 um desafio, no mínimo, diferente dos padrões normais do futebol de salão. No inicio do mês, o Granada Street, time de futebol de rua, que conta com jovens de 16 a 19 anos, desafiou o clube alvinegro numa partida com regulamento diferente do habitual. 

Além de atuar na casa do adversário, mais precisamente numa quadra do Parque CERET, localizada na Zona Leste de São Paulo, o Timão seguiu as regras do time mandante. Divididos em dois tempos de quinze minutos com tempo corrido, cada time era composto por quatro jogadores e um goleiro, e o rolinho (famoso drible onde a bola passa por debaixo das pernas) valia gol. Além disso, a cada gol sofrido, o time ficava com um atleta a menos em quadra.

O Corinthians não teve vida fácil, e durante a meia hora do confronto, o que se viu foi muitos dribles de ambos os lados e equilíbrio. Perguntado sobre a dificuldade que o time teve durante o jogo, o pivô do Timão Simi elogiou o Granada e desejou sorte aos meninos.

“Os garotos nos surpreenderam porque têm ótima qualidade. Apesar de ser um jogo festivo, quando a bola rola, todos querem ganhar. Durante o jogo lembrei o início de carreira e o tempo em que passava jogando bola na rua com meus amigos. Assim como eu, espero que eles conquistem seus objetivos no mundo do futebol”, disse Simi.

Todos os jogadores calçavam chuteiras do recente lançamento da coleção Nike FutebolX, modelos de chuteiras de cano alto, que revolucionaram o mercado do futebol ano passado, agora desenvolvidos para jogos em estilos e superfícies com espaço reduzido.

"PROFISSAS"

Para enfrentar o time do Parque São Jorge, antes o Granada Street teve que superar o Blackout FC, outra equipe nascida nas ruas da cidade de São Paulo. Os dois times foram selecionados pela Nike depois de participarem de ações da marca como a “Batalha das Quadras” e “Os Procurados”. Outro fator para a convocação foi o engajamento que ambos têm no aplicativo Nike Futebol, por meio do qual marcam as peladas da semana e desafiam outros times de suas regiões.

Granada Street e Blackout FC se enfrentaram em jogos de ida e volta, com o Granada vencendo as duas partidas.

Granada Street

Fundado na Zona Leste de São Paulo, o Granada Street ficou conhecido pela ótima campanha na última Batalha das Quadras (torneio de futebol de rua organizado pela Nike), chegando às finais da competição e chamando atenção por seu estilo de jogo ousado. Formada por Bruno Rosa, Gabriel da Silva, Ygor de Abreu, Vinicius Farias, Diego Cavalcante e João Vitor da Silva, a equipe costuma mandar seus jogos no Parque Esportivo do Trabalhador (antigo CERET), onde, em razão do ótimo retrospecto atual, é considerada quase imbatível. 

Blackout FC

Juntos há apenas quatro meses, o Blackout FC foi formado por jogadores que participaram da última edição de “Os Procurados”, um programa da Nike que retira jovens jogadores do anonimato e torna realidade o sonho de se tornar profissional. Criado no coração da Zona Norte da cidade de São Paulo, a equipe composta por Lucas Rezende, Matheus Teixeira, Luis Simoni, Lucas Santos, William Rodrigues e Felipe Barros costuma mandar seus jogos no Centro Esportivo Tietê.